Morserus
Trono de Cinzas

Trono de Cinzas

o que é mais importante, a vida que você construiu ou a vida que você tem?

Sorbo conquistou tudo o que sempre almejou. Ele se tornou um general com muitas glórias acima de seus irmãos, forçando então seu pai a nomeá-lo Paramor de sua linhagem, a dos Narácios. Como Paramor ele tinha sua cadeira no Senado, onde ele se tornou o líder mais influente de sua nação. Ninguém tão jovem conquistou tantos louvores ou foi tão temido e invejado quanto Sorbo em seus dias de glória. Porém, para sua surpresa e decepção, seu maior inimigo se aproximou lentamente no decorrer dos anos. O tempo, o maldito tempo que, como ferrugem, corroeu suas vitórias, suas conquistas, seu respeito e até mesmo o medo que todos sentiam por ele.

conto

24 páginas (+/- 40min de leitura).

avaliações
71% 5 estrelas (19)

“Uma história que impressiona e te faz questionar a própria realidade e o mundo em que vivemos. Amo essa série.”

adquira já

Clique na capa do livro para desbravar a estória.

Hoje, com cento e quatorze anos, Sorbo não tem mais nada. Seu filho ocupa seu lugar como Senador e Paramor de sua linhagem. Seus aliados, seus amigos e seus inimigos estavam todos mortos. Os grãos de areia não deixam de cair na ampulheta, até a memória de dias felizes foi levada para o outro lado, o lado escuro do vazio que espera a todos. Sorbo demorou a entender que nada sobrevive ao tempo.

Porém, em seus pesadelos, uma figura feminina lhe faz uma promessa, a de uma vida sem-fim em troca da destruição da sua nação. Sorbo teria que escolher entre acreditar num pesadelo ou morrer com dignidade. Entre sorrir para a vida que ele construiu e destruir tudo pela promessa de imortalidade, Sorbo sorriu. Esta seria a escolha mais fácil que jamais fez. O tempo é o grande ladrão da vida.

Eu dei a minha vida em troca de poder e riquezas, apenas para descobrir que elas não compram ou tomam a única coisa que realmente importa: o tempo.

A conclusão de Sorbo
Newsletter

Busca no Site
Diga
Instagram Facebook WhatsApp