Morserus
BanqueteFantasmas

Banquete para Fantasmas

o que são os pensamentos que nos assombram e que nunca nos deixam em paz?

Zemial é um Gato cansado de viver. Ao longo de sua entediante vida ele carrega consigo um frasco de veneno, a única escapatória da cruel prisão das suas expectativas não realizadas. Aos quarenta anos de idade, ele saboreou todos os tipos de fracasso e decepção, e a morte do seu pai quando ele tinha seis anos marcou o início de uma longa jornada sem rumo em direção a lugar nenhum. Em seu caminho, ele passou por um orfanato, por uma família adotiva de Cães, e pelas Torres de Cristal da Academia onde se tornou um Animista, mas foi vergonhosamente reprovado no sexto nível. Agora ele estava na pior cidade do mundo, a capital dos Ratos, em Kazil.

conto

27 páginas (+/- 45min de leitura).

avaliações
74% 5 estrelas (213)

“Além de ser muito bem escrito, o conto tem um ar sombrio e melancólico, faz com que o leitor se perca rapidamente entre a fantasia e o todo o mundo fantástico onde os personagens ganham vida…”

adquira já

Clique na capa do livro para desbravar a estória.

Num quarto sujo de uma taverna barata ele contemplava, como fazia todos os dias sem exceção, o delicado vidro verde que continha sua única saída. Todos os dias ele buscava uma desculpa para não beber aquele líquido, dessa vez foi um Rinoceronte vestindo um uniforme de mordomo que bateu a sua porta, ele trouxe consigo uma proposta e uma estória sobre um Banquete para Fantasmas; uma pequena aventura, mas que seria o suficiente para ele guardar seu frasco verde para outro dia.

Se você não sabe talvez seja melhor assim. Ideias são como parasitas. Você acha que você é dono da sua mente, quando na verdade as coisas dentro da sua mente é que são donas de você.

Zemial nos alerta
Newsletter

Busca no Site
Diga

 

Instagram Facebook WhatsApp